Associação dos Servidores da UTFPR-CT

História

Fundada em 26 de junho de 1949, teve início quando um grupo de professores e funcionários técnico-administrativos reuniram-se para analisar os interesses comuns das pessoas que faziam parte do corpo funcional da Escola. Era o início de uma associação de servidores, voltada, sobretudo, para o bem-estar da sua comunidade.

Segundo os registros existentes, seu primeiro nome foi AFETEC, que significava Associação dos Funcionados da Escola Técnica de Curitiba, nos idos de 1949, quando era diretor o professor Lauro Wilhelm que, conforme consta, “deu total apoio para que ela se estabelecesse”. No entanto, a história registra a existência, nessa época, de uma sociedade com o nome de Escola Técnica de Curitiba Esporte Clube, desenvolvendo uma série de atividades esportivo-recreativas.

Com o passar do tempo, as pessoas que faziam parte dessa agremiação sentiram a necessidade de ampliar os benefícios existentes. Foi quando, então, resolveram ter um Plano de Seguro em Grupo. Porém, para que esse Plano pudesse se concretizar, era preciso criar uma Associação, com estatutos registrados em cartório, etc. Foi assim, baseado nesse propósito, que nasceu a Associação.

Segundo depoimento do professor Henrique Bettes na época, que foi o primeiro presidente da Associação, eleito pela Chapa Democrática, “ela veio suprir a vontade de todos de maior integração entre professores, mestres de oficinas e demais funcionários”. E as funções da AFETEC foram cumpridas. As atividades esportivas, recreativas, culturais e beneficentes deram impulso para o entrosamento entre os associados que, a princípio, eram pouco mais de 25.

A primeira gestão muito fez pelos associados. Na Segunda, presidida por Olavo Cassiano de Medeiros, a AFETEC já disputava campeonatos esportivos, como a I Olimpíada dos Funcionários Públicos do Paraná, pois o esporte era um dos carros-chefe da Associação. Com o conseqüente crescimento da Escola, a Associação também modernizava-se. Cada vez mais eram ampliadas suas propostas e benefícios oferecidos, passando a ofertar seguro de vida, assistência médico-hospitalar, empréstimos, etc.

Quando o então CEFET-PR ainda se chamava Escola Técnica Federal do Paraná, sob a direção do professor Ricardo Luiz Knesebeck, em 1968, houve a necessidade de atualização dos Estatutos. A entidade então passou a adotar a sigla ASETEFET, Associação dos Servidores da Escola Técnica Federal do Paraná. A partir de 1971, iniciou sua caminhada em defesa da classe dos servidores públicos, entrando no campo dos direitos trabalhistas. Na gestão do Diretor Ivo Mezzadri, que também foi um dos grandes incentivadores da Associação, ganha sua primeira sede social, na Rua Desembargador Westphalen, onde funcionou por vários anos. Em 1978, quando a Escola passou a ter a denominação de Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná – CEFET-PR, novamente a sigla foi alterada, passando a ser representada pelo nome de Ascefet-PR.

No início de 1986, com grande apoio e incentivo do Diretor-Geral do CEFET-PR, professor Ataíde Moacyr Ferrazza, a Associação adquire o terreno situado no bairro do Umbará, onde funciona a Sede Campestre.

Em novembro de 1991, a ASCEFET-PR desvinculou-se da parte trabalhista (esta ficando a cargo do SINDOCEFET-PR, uma Seção da Andes que representa os professores) e voltou-se basicamente para o lado assistencial dos associados. Foi nessa época que, com o incentivo do então Diretor-Geral, Artur Antonio Bertol, teve a sua sede administrativa ampliada, passando a funcionar em um novo local, mais espaçoso e com melhores condições de atendimento aos associados. Este novo local é a atual sede.